13/09/2013

Quanto gasta Minde em ordenados na Junta? É importante saber? Deve-se receber na Junta?

É uma questão pertinente, até porque um dos usuais argumentos que são usados para justificar o voto no candidato Fresco é o seguinte: "ahh, parece que ele pagou umas dívidas enormes que havia, que meteu ordem na casa...".
Mas ninguém consegue dizer bem o que era afinal ou o que foi feito exatamente... Isto para já não falar de ninguém ao certo conseguir dizer, sem se largar a rir pelo meio ou desviar a conversa, o que é que exatamente o candidato Fresco fez em 8 anos em Minde...

Mas, porque é relevante, foi aqui suscitado e está uma carta no Jornal de Minde em que se diz que o candidato Fresco nada recebe em troca..., convém ver quanto é que este executivo custou a Minde nos últimos 8 anos:
O candidato Fresco há 8 anos que está a receber remuneração por desempenhar funções a meio tempo. Isso dá-lhe direito a um salário bruto de 612 € por mês, 14 vezes por ano. Sobre este salário a junta paga mensalmente 23,5% de segurança social: 143,82 €. Terá ainda direito a compensação para encargos (vulgo ajudas de custo) de 170 €, mas não foi possível apurar se está ou não a recebê-la. Da informação disponível (câmara, junta, DGAL, IGAL, internet, tribunal de contas, etc.) não foi possível apurar também se está a receber atualmente subsídio de refeição (5,12 € dia). Assim, não se consideraram. Temos aqui um custo anual de 10.581 €.
O tesoureiro e o secretário em Minde recebem mensalmente (12 vezes por ano) ajudas de custo de 225 €. Isto dá, anualmente, um custo de cerca de 5.400 €, que acresce ao custo do Presidente.

E agora, sabem quanto é que em 8 anos custou o executivo do candidato Fresco...?
Pois, mais coisa menos coisa (há sempre variações anuais), em 8 anos a Junta de Freguesia de Minde despendeu em remunerações 127.000 € (cento e vinte sete mil euros...)!

Pois é. Custa a crer (a mim custou), mas quando metemos estes custos em base anual e multiplicamos por 8... Já agora, convinha que nestas eleições todos os candidatos informassem o que pretendem fazer quanto a isto: se vão receber e quanto.

Eu até acho que quem está na coisa pública e numa junta deve receber. Mas de forma moderada e transparente. E se as finanças o permitirem, principalmente em juntas de freguesia onde tradicionalmente não se recebe (como era o caso de Minde).

A todos os candidatos, metam os olhos neste cartaz:
 Agradeço a 1 grande amigo que me ajudou com estes cálculos e ao e-mail que recebemos a chamar a atenção para a questão, com vária info, cálculos e com o cartaz. Se os valores estiverem incorretos, avisem.

19 comentários:

Anónimo disse...

Qlq coisa q se faz em Minde, como festas e festarolas, tem as contas publicadas no jornal.
Pq razão é q a junta n publica anualmente as contas no jornal de Minde?! Assim sabia-se sempre o q se passava.

Anónimo disse...

CLARAMENTE ESTE É UM BLOGUE ANTI-FRESCO.nÃO TENHO NADA CONTRA.QUANTO AO QUE ELE RECEBE NÃO ME INTERESSA PORQUE OUTRO QUALQUER O VAI RECEBER. NADA DE ILEGAL.
O FRESCO SÓ É PALERMA PORQUE DEVIA PUBLICAR AS CENTENAS DE MILHARES DE EUROS QUE A JUNTA PAGOU, E QUE ELE TEM PERFEITAMENTE DOCUMENTADOS,PARA QUE NÓS MINDRICOS TIVESSEMOS UM PERFEITO CONHECIMENTO DAS BARBARIDADES COMETIDAS NUM SÓ MANDATO,PELO NOVAMENTO CANDIDATO Á CAMARA.EM VEZ DE ANDAR A MANDAR CARTAS PARA O JORNAL.
e QUE DIZER DE UMA CANDIDATA NA LISTA PSEUDO INDEPENDENTE DO SR MOISES QUE FOI AFASTADA DO CAORG E AGORA EXIGA UMA INDMNIZAÇÃO DE VINTE MIL EUROS POR DEZ MESES DE TRABALHO. O FRESCO NÃO É NENHUMA ESTRELA, MAS NÃO MERECE TANTA PANCADA ENQUANTO OS OUTROS VÃO PASSANDO PELOS INTERVALOS DA CHUVA
.

Anónimo disse...

quem é a senhora?

Anónimo disse...

Tambem já ouvi falar nessa historia.
Só espero que o CAORG não lhe pague.
E foi aoresentada como a Drª Rita jurista na lista do Moises.

O melhor é o Moises ganhar as eleições não vá a senhora pedir alguma indemnização pela derrota.

Fogo, ó Abreu dá cá o meu.

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Demagogo de 1 disse...

E os outros presidentes de Junta pelo Pais fora?! Enfim mesquinhices para saber se o Fresco recebe a tempo inteiro ou parcial para fazer umas contas de multiplicar de modo a quem quiser ficar impressionado com os tais 127 mil euros ou os 10 mil anuais julgue que seja censuravel receber em prol de um trabalho prestado à comunidade.

Não percebo o zum zum de o Fresco receber um salário, todos nos recebemos ao final do mês, é natural que ele tambem goste de receber para fazer face aos seus encargos.
A ideia que Minde é um Bastião onde os Presidentes de Junta tradicionalmente não recebem só é mau sinal, candidatam-se quem tem tempo ou nada para fazer e não merito. Os numero apresentados não me chocam, o Presidente da JFM recebe como os restantes, para fazer um pouco de sensacionalismos com os numeros o valor dos 8 anos do Senhor Fresco é o equivalente a 4 anos de Materiais Diversos. E apartir daqui podemos questionar o custo/beneficio do Cine Teatro São Pedro aberto desde 2008, o 1milhão euros gastos no Jardim, Museu do Curtume que é algo que so quem mexe com dinheiros de outros imagine fazer, Compra do Edificio da fabrica da cultura em 300 mil, Construção da maravilhosa Zim, os Fundos atribuidos ao CAORG estarão a ser bem geridos?

Isto sim dá que me pensar, agora se um funcionario publico recebe em prol do seu trabalho e multiplicar pelos anos de serviço, enfim apresenta tu quanto ganhas para tambem me custar a crer ou não.

Curioso será compreender essa tal vitalidade democratica em Minde, 4 listas com dezenas de membros para 10 mil euros anuais a uma só cabeça, neste caso o numero 1, meus caros tem que ser mais que isso em termos de beneficios, e isso sim a conversa já é outra.

Anónimo disse...

Ao anónimo que refere o super espiao deveria ter a decencia e boa educação de se identificar,pois o que o sr. Escreve pode serconsiderado ofensivo. Mas tb não acredito que o sr. José Augusto vá vestir a carapuca pois tem duas coisas muito importantes que são boa educação e princípios. Coisa que falta ao anónimo em causa.

Também e lamentável que o administrador deste blogue que por várias vezes eleminou e editou vários comentários que considerou ofensivos não o tenha feito desta vez.

Mas ainda temos outra questão que revela que existe gente que fala só pôr falar sem qualquer conhecimento de causa. Se este anónimo realmente estivesse interessado em acompanhar a troca política e a intriga política saberia que aquilo que escreveu e absolutamente absurdo. Mas se calhar foi mal informado pela criancinha que e o candidato a junta.

Se formosa a ver bem o ideal para minde seria ninguém ir as urnas pq as opções são uma nulidade.

E tanta conversa sobre os dinheiros e contas públicas etransparencia, mas também ainda nunca vi as contas do jazz e do bttminde em lado nenhum. Porque será?

Anónimo disse...

Por amor de um santo. Que falta de respeito por um homem que no seu tempo ajudou a fazer tanto por Minde.
Tenham vergonha na cara.

Dulce Manha disse...

O que é triste é que, a coberto do anonimato se ponha em causa o bom nome de cidadãos e instituições de Minde!

Quim disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Velho da Mata disse...

Espião para a frente e para trás e isto já esta no ridiculo, é nestas merdolas que este Blog perde...

Certos anonimos não tem maturidade para argumentar sem ser isto...

As contas do Jazz e BTT dizem respeito à casa do Povo, julgo que a seu tempo irão colocar os valores mas tambem nunca vi nada.

Podiamos pedir em Minde após a campanha eleitoral, invés de figuras desprovidas de qualquer beleza natural nos cartazes a publicação das contas, tipo idade media. Cada um levava o seu foice e archote e ai sim fariamos coro das nossas lamentações quanto ao que cada entidade recebe.
Pelo menos já estavamos a sair de casa e ajudavamos o Celestino das Ferragens ao comprar diesel,pano e pau, quanto ao foice cada um amanhe-se com o seu...

o Justo disse...

Muito útil esta informação...

QUEM SE DEVIA TER CANDIDATADO ERA MAS É EU...!

Acho muito bem que se ganhe dinheiro na Junta, se houver algum trabalho que o justifique e a Junta tiver dinheiro para pagar. Não acho bem é o Fresco alardear que não ganha nada e afinal ganha!

Ó homem, então se é legal, porque é que o esconde?

O TOPAS disse...

Dizem para aí que o pessoal dirigente de colectividades se amanham. E de facto a forma como muitos se prolongam nas direções é estranho. Terão assim tanto amor pelas colectividades ou pelo dinheiro? Dá para desconfiar. E ao ver determinadas pessoas a concorrer pergunta-se qual a real motivação. É que a maior parte dos que se candidatam ou estão muito mals com as suas empresas ou perderam bons empregos.

CMVM disse...

Este blog né anti-tudo.Mas umacoisa podemos ver. A partir de agora o Topas vai resolver tudo quando chegar a altura de eleições nas nossas colectividades. Parabens já apareceu quem vai trabalhar, poramor á causa sem remuneração

Anónimo disse...

Sou eu que não sei português,ou o cartaz diz que Abdicamos do nosso vencimento em PROLOGO ?

São Sebastião disse...

Depende do novo acordo, se for com um acento será tipo isto :
Prólogo (do grego πρόλογος - prólogos, pelo latim prologos, o que se diz antes) é um termo originalmente usado na tragédia grega para a parte anterior à entrada do coro e da orquestra, na qual se enuncia o tema da peça.
Se for sem acento é outra coisa qualquer.
ó o Justo, palavras sábias.

Anónimo disse...

Engraçado
Apagaram o post referente à indemnização pedida pela Senhora ao CAORG.
Afinal a apregoada democracia que teoricamente pautava este blogue, não passa de uma ilusão.
Não se esqueçam também de alterar os resultados das sondagens.
PARA QUE CONSTE.
ENORME CONIVÊNCIA ENTRE ESTE BLOGUE E O JORNAL DE MINDE.

pensar minde disse...

Um esclarecimento: houve aqui vários comentários (ainda que alguns só em parte) que ultrapassaram aquilo que entendemos dever permitir. Por isso foram eliminados e temporariamente ativou-se o controlo prévio de comentários e não o controlo posterior, como se tem feito desde 2006.

Anónimo disse...

GRANDE FRESCOOOOO ;)