13/02/2007

Um apontamento sobre o aborto

Os resultados em Minde:
Da análise dos resultados em Minde resultará uma mudança? Há oito anos, o NÃO tinha ganho com uma diferença de 303 pessoas para o SIM. Agora, ganhou por 59 votos.
Mas, em termos absolutos, e porque há 8 anos tinha havido uma grande abstenção, o NÃO acaba por até ter mais votos...

Um grande ponto positivo foi a afluência de Mindericos ás urnas. Mais de 50% votaram, numa clara evolução desde o último referendo. Desta vez votaram 1465 pessoas (abstenção 48,6%), contra 1133 em 1998 (abstenção de 59,8%).

O NÃO, infelizmente, continuou a ganhar em Minde. Estou certo que as razões últimas desta vitória radicam na idade da população, em sectores conservadores ligados á igreja e á já costumada ligação partidária conservadora que algumas excelências mantêm e fazem questão de, em todas as eleições, sublinhar.

Não posso deixar de sublinhar o facto de os partidários do NÃO em Minde, por motivos mais egoístas e hipócritas que pudessem ter, nem uma linha deixaram escrita a defender a sua tese. Apenas as páginas centrais do jornal de Minde, anónimas e enviadas de algum sítio para ali serem publicadas...

NADA.
E, mesmo em público, os partidários do NÃO Minderico limitavam-se a abanar a cabeça, sem grandes argumentos e chegando ao cúmulo de referir que estas coisas até nem interessam para nada...!

Simplesmente vergonhoso. Agora já o posso dizer. Partidários do NÃO, só respeito aqueles que o são por razões profundas, filosóficas, religiosas e muito amadurecidas.

Todos os outros, todas as outras razões, não valem NADA! Todos os outros argumentos são facilmente rebatíveis e provém de pessoas que não reflectiram minimamente sobre o assunto ou são, muito simplesmente, parvas. E o pior são aqueles que nas suas casas já o fizeram, muitas vezes com recursos, mas acham que os outros são por natureza irresponsáveis e que as suas razões são sempre melhores que as dos outros e portanto temos de votar não...

O que vale para mim, não vale para os outros...
Deplorável!

bjs Mindericos
Polge do Ninhou

ps: quando sair o Jornal de Minde do próximo mês, poderemos ver a discriminação dos votos pelas mesas de voto, e analisar, por exemplo, como foi o voto no covão (não de certeza, dada a modernidade das gentes...) e vale alto e nos mais jovens.

ps 2: consulte os resultados aqui:
http://www.minderico.com/minderico/artigo.asp?cod_artigo=178130

e aqui:
http://minde-online.blogspot.com/2007/02/referendo.html

os resultados de 1998 aqui:
http://debater-minde.blogspot.com/2006/12/o-referendo-ao-aborto.html

2 comentários:

vmcs disse...

Houve partidários do NÃO que divulgaram a sua opção no Jornal de Minde. Falta de informação!!!

Chamar hipócritas a todos os que votaram NÃO é, em si mesmo, e também, uma violência.

Sobretudo para quem invectiva da forma como o estão a fazer, sem assinar por baixo.

Que mau exemplo de participação e cidadania, meus caros.

Vítor Manuel Coelho da Silva

Anónimo disse...

Estes "caros" são pouquissimo civilizados...